Como saber se uma identidade visual é ruim?

Essa é uma das principais perguntas a respeito da nossa própria identidade visual, afinal, o que é um bom logo ou um péssimo logo ou identidade visual? Percebe que essa resposta é muito relativa?


É falta de estratégia, de técnica, de criatividade do designer? Enfim, são N situações que poderíamos listar neste post.


Afina, design não é arte, mas está (MUITO) próximo dela.


Foto por Nugroho Wahyu

Certamente você já deve ter visto uma imagem, um logo, uma fotografia e ter achado ela "cafona", "feia", às vezes sem saber o porquê. O fato de você olhar uma imagem e achar ela "feia" pode ser associado a 3 fatores principais:


  • Gosto pessoal

  • Falta de senso estético de sua parte

  • Amadorismo, falta de técnica e experiência da pessoa que fez

  • Ou tudo isso junto hahaha



Mas o que torna uma imagem agradável aos nossos olhos?


Isso também é muito relativo, porque também envolve o gosto pessoal de cada um, porém as imagens que agradam a uma grande quantidade de pessoas geralmente possuem:


  • Boas noções de tipografia

  • Boas noções de cores

  • Técnicas, noção de espaço, simetria e hierarquia do design


Ou seja, para você saber se o seu logo é bom ou ruim de verdade, você teria que ter uma boa noção de design ou questionar a um profissional, mas uma coisa que você pode levar em consideração sem precisar de um profissional para averiguar é a frase abaixo:



Lembre-se sempre disso: as pessoas costumam ignorar aquilo que NÃO facilita a vida delas, concorda?

Quantas vezes você entrou em um site para efetuar uma compra mas desiste porque:


  • não acha o botão de comprar

  • ou todo o processo é muito confuso

  • ou o design da página é tão esquisito e amador que faz você ficar um pouco desconfiada se a empresa é real mesmo.


Ai você tá aí pensando, tá mas o que isso tem a ver? E eu te respondo: TUDO! Afinal tudo é design, até mesmo este texto que você lê é design...


Essa fonte aqui que você está lendo é a Josefin Sans e foi desenhada pelo type designer Santiago Orozco. Viu só?



Como saber se o seu logo é ruim?



Como que estão as cores?


Se você não consegue enxergar o seu logo direito pela falta de contraste de cores e, ao imprimir, não fica nada a ver com o que estava no computador.


Sabe aquele designer que te cobrou 70 reais para fazer um logo aquarelado? Pois é, dá nisso. Ele te entrega um arquivo RGB e você imprime e fica todo desbotado, por que será?


E mais uma vez, parem de querer logo em aquarela... Aquarela é para usar em ilustração, não no logotipo gente!


Pior é quando as cores não tem nada a ver com o estilo de trabalho que você faz.


Quer um exemplo?


Usar vermelho para um consultório de dentista só o paciente lembrar de sangue e tortura... super relaxante... sqn :(


A gente já tem medo de dentista, normalmente. Com as cores do sangue traz ainda mais pavor.




E as fontes?


Se não é possível distinguir o "a" de um "o" e as pessoas sempre lêem errado, tenho péssimas notícias para você.


Se o texto do seu logo parece mais um garrancho do que uma palavra... Ninguém vai gastar mais de 30 segundos da vida para entender o que tá escrito lá.


Facilite a vida de quem vai ler o seu logo.


Design não é para ser apenas "bonito". Ele precisa ser funcional. Se o seu logo não é fácil de absorver e compreender, pode ser qualquer coisa, menos um bom design.

É cult usar uma fonte mais cursiva, mas na maioria das vezes além de ficar bem cafona, ninguém entende o que está escrito e fica péssimo para usar em superfícies, patterns e outros acabamentos.


Sinceramente....


eu, euzinha, acho cafona usar logo escrito com fonte cursiva. Tem que ter muito jogo de cintura para que fique uma coisa agradável visualmente.



Ele possui uma hierarquia visual?


Seu logo possui medidas que respeitam uma hierarquia visual ou parece que foi simplesmente colado os pedaços e entregue a você?


Você consegue enxergar um padrão de tamanhos nas fontes?


Percebe se foi tudo arquitetado visualmente para que você consiga usar o seu logo em papel timbrados, fitas de cetim ou até mesmo em outdoors gigantes sem perder a beleza e a qualidade do seu logo?


Ou a imagem parece mais uma colagem / montagem que foi sendo jogada no Canva sem qualquer planejamento?


O designer, ao elaborar um logo, busca usar diversas técnicas, algumas delas envolve simetria, os tais espirais de Fibonacci, grids, etc.


Lembre-se, não é necessário usar essas técnicas para um bom logotipo.


Às vezes, a graça do logotipo é ser justamente "desorganizado", mas isso deve estar associado ao branding da marca e a forma que essa marca se comunica.


Se a sua marca tem esse aspecto mais despojado, descontraído e moderno, combina! E eu super apoio, mas como sempre falo, requer coerência e bom senso.


A identidade visual da sua marca é apenas 1 dos fatores que compõem o branding.

Um logo "desorganizado visualmente" não ficaria nada agradável se você trabalha com áreas que remetam à burocracia, processos e outras coisas.




Ele conversa MESMO com o seu público?


A gente tende a confundir demais o nosso gosto pessoal com o que a nossa marca deve representar. E eu preciso te dizer que até eu mesma faço isso.


Acho que um bom branding requer um pouco de nós ali, afinal somos nós quem fazemos a marca acontecer.


Mas você achar que o rosé gold vai ficar melhor na sua clínica médica só porque você acha a cor bonita, estamos diante de um problema.


Quem é o seu público-alvo? Homens e mulheres.


Quem irá achar que a clínica médica será interessante pela impressão visual que ela irá causar? Mulheres.


Resumindo: você já perdeu grande parte de um público só por usar uma cor que não vai agradar a maioria.


Mas olha, eu te garanto que não seria somente por um motivo "machista", sabe por que?


Porque a primeira coisa que iria passar na cabeça deles (homens) é que a clínica médica provavelmente não atende homens, isto é, que é uma clínica especializada em mulheres e por isso usa o rosa como a cor principal.


Percebeu essa sutileza? São detalhes que fazem toda a diferença.


Então antes de usar aquele logo mara todo estilizado em rosé gold pensa um pouco: vai atender às minhas expectativas pessoais ou a do meu público-alvo?


Quem tem que gostar do seu logo é o seu público, antes de você.


A não ser que você seja a sua própria marca ou a sua empresa tenha uma personalidade muito próxima de você mesmo como um tatuador, um artista plástico, uma artesã, aí faz sentido usar tudo aquilo que você gosta.



Descobri que minha identidade visual é péssima, e agora?


Agora você irá investir em uma nova identidade visual com um estúdio de design que entende de verdade do assunto, COF COF!


Dessa vez, priorizando tudo isso que foi dito acima, da forma que mais se encaixa no seu bolso e desenhado exclusivamente para a sua marca.


Aqui no estúdio eu priorizo sim a sua opinião, mas sempre irei lembrá-lo que aqui precisamos deixar o ego um pouco de lado e pensar mais no próximo, naquele seu potencial cliente que vai amar a sua marca porque ela tem tudo que ele sempre sonhou.


E aí, esse post te ajudou? Compartilhe no Pinterest, nas redes sociais, e com as amigas! Salve este post para se lembrar dele quando for realizar a sua nova identidade visual.


Espero ter lhe ajudado bastante.

Beijos e até o próximo post.

Se inscreva para

receber os nossos

posts novos :)

Não mandamos SPAM! Ao registrar-se, você concorda e aceita que A Casa de Lilith envie e-mails de novas postagens e armazene seu email em nosso banco de dados.

Somos um estúdio virtual localizado em Taboão da Serra -SP, focado em design gráfico e branding para empresas e profissionais autônomas. Acreditamos no potencial da imagem para alcançar o sucesso.

  • LinkedIn - Gabriela Costa
  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

© COPYRIGHT 2020 - CNPJ: 31.252.859/0001-11 A CASA DE LILITH DESIGN STUDIO || FEITO COM ♥ DESDE 2018