Como contratar um bom designer? Algumas dicas!

Atualizado: Jul 8

Você chegou a conclusão de que precisa melhorar a aparência da sua identidade visual, mas não sabe por onde começar?


Nada melhor do que ouvir o que um designer gráfico tem a dizer sobre, não é mesmo?


Hoje eu, Gabriela Costa, designer, vou te dar algumas coisinhas importantes para que você não entre em uma furada contratando um "designer sobrinho" e sim um profissional capacitado que trabalha com compromisso e seriedade, vamos lá?

Sim, esta sou eu desenhando logos :D

Como eu sei se o designer é bom ou ruim?


Como estamos em uma área de humanas, não existe certo ou errado, bom ou ruim. Existe opiniões e gostos pessoais.


É igual apreciar arte, não tem o bom e o ruim, tem o que você acha bonito ou feio. Mas como eu vou saber disso em um designer?

Simples, observe seu portfolio. Veja o estilo deste designer. Este estilo te agrada? Se sim, ele é um bom designer para você.


Caso contrário, pode ser que seu estilo saia da zona de conforto deste designer e ele te entregue um projeto ruim.

Então minha dica é: procure designers que tenham em seu portfolio artes que você achou lindas, que tem a ver com você.


Veja se neste portfólio tem alguma arte que você gostaria de comprar para a sua empresa. Aí você encontrou um bom designer para você.

Eu por exemplo gosto de trabalhar mais para empreendedoras, até faço projetos mais impessoais e sérios, mas o que eu gosto mesmo é de cores e ilustrações.


Então essa é minha zona de conforto, quando um cliente me manda um projeto que foge muito do que eu faço geralmente eu rejeito, porque sei que não serei a melhor designer para aquele projeto, e existem designers que poderiam fazer aquele projeto muito melhor.

Designer barato x designer caro


Primeiro de tudo: não existe designer "caro" e designer "barato".


Existe designer que investe muito mais em seu trabalho, com bancos de imagens, vetores, programas caros, computadores de última geração, site e hospedagem, aluguel de escritório, mesas digitalizadoras, enfim, tudo isso são custos.


Custos que ele tem para te entregar o melhor trabalho possível. Para que esse designer te entregue um bom trabalho e lucre ao mesmo tempo, ele precisa cobrar um valor mais alto.

Em contraponto, o designer "barato" é aquele que você pede uma arte de cartão de visita e ele te faz por 50 reais e te entrega o mais rápido possível, porque não há profundidade em seu processo criativo.


É possível encontrar este tipo de serviço em gráficas, porque lá a intenção é vender a impressão, não o processo artístico.


O objetivo do designer barato é vender, não é entregar um trabalho profundo e com significado. Não há "branding" no design barato, percebe?

E sinceramente, não há nada de errado, afinal tem um mercado enorme para esses designers, mas eles precisam trabalhar muito (muito mesmo!) mais para conseguirem lucrar.


Cada um com suas prioridades, quem sou eu para julgar! Mas contratar um designer assim pode te sair bem mais caro!

Preciso contratar um designer famoso?


Designers famosos tem prestígio e bons feedbacks, e isso significa que eles podem cobrar MUITO mais caro do que geralmente você teria disponível.


Um projeto assinado por um designer famoso não quer dizer que a sua marca vai ficar famosa no dia seguinte, significa apenas que o cara é talentoso e reconhecido por fazer grandes projetos e que sim, se você tiver outras estratégias aliadas a identidade visual, a chance de sucesso é altíssima.


Mas se você é iniciante e seu orçamento ainda tá apertado, apenas fique com um designer muito bom. Não há necessidade de ser famoso, pois você irá precisar deste designer diversas vezes, lembre-se disto!

Então o que é melhor?


Depende! Depende do seu orçamento, depende da sua "urgência", depende do seu estilo de negócio, depende do tipo de empresa que você quer ter.


Pense comigo: você quer ter um negócio de esquina ou uma empresa marcante e interessante, mesmo que pequena?

Se a sua resposta foi a segunda, fique com um designer muito bom, mesmo que ele cobre mais caro.


Demorará mais tempo, o proejto será mais extenso e mais profundo, você terá que preencher o briefing obrigatoriamente, mas o resultado final é satisfatório, é de brilhar os olhos, posso te garantir, tem cliente que até chora de felicidade.


Porque é muito mais do que uma identidade visual, é um sonho sendo realizado, saindo do papel.


Tudo que aquela pessoa sonhou está ali, físico.

Por isso que eu digo que o design exige muita empatia, muita sensibilidade, e com todo respeito, não é qualquer pessoa que consegue transmitir em imagem aquilo que você pensou.


Agora se você já tem uma identidade visual, gosta dela, ela passa aquilo que você deseja e você precisa "apenas" de mais uma arte, não vejo mal em contratar um "designer expresso".

Se você ainda está em busca de um designer gráfico, é só mandar uma mensagem para nós. Pode ser pelo WhatsApp mesmo, apertando o botãozinho no canto da tela.


Tem a nossa página de contato também, é só clicar no menu em "CONTATO".

É isso, se este post te ajudou, compartilhe este card abaixo no Pinterest e ajude outras pessoas que possuem a mesma dúvida que você tinha. Muito obrigada por ter lido e desejo boa sorte na sua jornada!


Se inscreva para

receber os nossos

posts novos :)

Não mandamos SPAM! Ao registrar-se, você concorda e aceita que A Casa de Lilith envie e-mails de novas postagens e armazene seu email em nosso banco de dados.

Somos um estúdio virtual localizado em Taboão da Serra -SP, focado em design gráfico e branding para empresas e profissionais autônomas. Acreditamos no potencial da imagem para alcançar o sucesso.

  • LinkedIn - Gabriela Costa
  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

© COPYRIGHT 2020 - CNPJ: 31.252.859/0001-11 A CASA DE LILITH DESIGN STUDIO || FEITO COM ♥ DESDE 2018