Dicas para passar profissionalismo com o seu negócio

Atualizado: 7 de Dez de 2020

Você costuma ter dificuldade para vender o seu peixe e seu cliente costuma pedir "descontos" para comprar alguma coisa? Xi... Isso não é um bom sinal.


Foto por Ann Nekr

Indica que ele não está notando o valor da sua marca. Para ele, não há diferencial algum entre a sua marca e o do fulaninho de tal da esquina.


Na maioria das vezes, isso ocorre porque você não passa profissionalismo com o seu trabalho, seja pelo seu comportamento ou pelo comportamento da sua marca no geral.


Então listei abaixo algumas das coisas que impedem do cliente perceber e valorizar a sua marca e formas de melhorar, bem didático para não ter desculpa para não ler, hein?


Vamos lá?



1. Vida pessoal x vida profissional


Ok, é um pouco polêmica essa afirmação, porque sabemos que, ultimamente a marca pessoal está muito em alta.


Porém, antes de fechar essa aba, me permita explicar quando expor a sua vida pessoal NÃO é legal.

Se você compartilha coisas muito pontuais e pessoais (onde somente seus familiares e amigos próximos iriam compreender) em suas redes sociais profissionais pode ser um pouco desconcertante para seus clientes, até pode soar vergonhoso.


Seus clientes podem ficar tipo: "ué?".


Tem certas coisas como memes, opinião política, times de futebol, opção religiosa e outros assuntos que devem ser evitados ao máximo, principalmente se a sua marca NÃO é pessoal, ou seja, uma loja virtual, por exemplo.


Perceba, eu disse "evitados", não proibidos.


Você pode publicar algo sim, desde que seja coerente com o que você vende/publica.



Como corrigir


Tente trazer assuntos pessoais que tenham RELAÇÃO DIRETA com o que você vende.


Supondo que você vende biquínis e foi na praia no final de semana.


Convém você publicar a sua foto de biquíni no seu perfil profissional, porque as coisas coincidem, percebe?


Seria interessante também publicar um story do seu look do dia, porque este é um assunto que interessa para os seus clientes!


Quer trazer um meme, alguma coisa engraçada? Analise se aquilo não vai deixar seus clientes com aquela cara de "oi???" ao publicar em stories e redes sociais.


Analise também se não há discurso de ódio, piadas constrangedoras e depreciativas para algumas pessoas ou assuntos que envolvem questões de opinião pessoal.



2. Sua empresa não tem um padrão visual


Geralmente uma marca conhecida e interessante possui uma identidade única, cativante, simples e facilmente detectável.


É só olhar as empresas de sucesso que, logo logo, você identificará sua identidade visual com muita facilidade.


Pense no Itaú, por exemplo.


Há uma paleta de cores de laranja e azul que sempre é respeitada, em toda a identidade visual da marca, nos comerciais, no logo, enfim...


Há um padrão visual que é seguido para que o cliente entenda que aquele anúncio, talão de cheques ou o panfleto que ele viu na rua lembre e remeta ao Itaú.


Agora imagina se o Itaú te manda um email confidencial com diversas cores diferentes ou com outro estilo de fonte, um logo de outra cor, você vai logo desconfiar se aquele email é ou não do Itaú, concorda?



Como corrigir


Procure ter a sua própria identidade visual, ou seja, sem copiar a de ninguém e, de preferência, criada por um profissional (aproveite e conheça o nosso portfolio ou chama a gente aqui! \o/).


Esta parte é super importante. Não sabe o que é identidade visual? Dá uma lida neste post aqui, mas termine de ler este primeiro e depois você vai lá conhecer! <3


Enfim, digamos que se você já tem uma boa identidade visual, já está com meio caminho andado!



3. Métodos de contato confusos


Se tem uma coisa que amedronta os clientes, é a dificuldade de estabelecer um contato com a marca. Principalmente quando alguma coisa dá errado.


Se a empresa dificulta o contato, isso já diz o quanto ela está "super preocupada" em atender o cliente...

E se o seu cliente precisa dar 10 piruetas, cinco tiros ao alvo, correr 100m, fazer um salto de bung jump e matar 1 dragão para conseguir falar com a sua empresa, isso já demonstra o quanto você está desinteressado em ajudá-lo.


Isso desvaloriza a marca.


Pra que diabos usar um telefone fixo para contato quando já vivemos na era do WhatsApp, da mensagem instantânea (e muito mais barata)?

As pessoas se apaixonam pelas facilidades.


O dinheiro que pagamos pelas coisas é para que as nossas vidas fiquem mais fáceis.


Não faz o menor sentido a gente pagar para passar raiva, concorda?


Então por que você acha que seu cliente vai querer passar por isso?



Como corrigir


Eu sempre falo que para ser um bom empreendedor, é necessário ser muito empático.


Com a empatia, a gente aprende a diagnosticar o que nosso cliente sente, como ele deseja resolver seu problema e, a partir daí, fazemos tudo para facilitar a vida dele.


Procure os métodos mais fáceis possíveis para o seu cliente te encontrar. Os seus clientes usam facebook? Use o facebook! Eles usam instagram e whatsapp, tiktok?


Esteja lá também!


Procure facilitar o contato! Esteja sempre disponível para ajudar. Isso muda a nossa forma de enxergar a marca.



4. Antipatia e falta de educação


Fala aí, quem nunca foi mal atendido por alguém e ficou com ódio da marca, mesmo sabendo que o dono nem deve saber o que está acontecendo?


A forma como você atende os seus clientes podem mover montanhas.


Um bom atendimento passa profissionalismo, educação, comprometimento e segurança do que se faz.

Um dia desses, fui fazer uma tatuagem em um estúdio com uma tatuadora que parecia que eu estava pedindo a tatuagem de graça para ela... de tanto mal humor e falta de educação.


O trabalho dela era muito bom, o valor também, mas a falta de educação me deixou muito incomodada.


Certo tempo depois achei uma outra tatuadora super amorzinho, educada, simpática e super compreensiva, com um trabalho excelente também, porém bem mais caro do que a primeira.


Adivinha qual eu vou voltar? Pois é, na segunda!


Prefiro pagar mais caro em um profissional que faça eu me sentir bem e feliz do que para gente grosseira. Deu até dó de pagar para a mal humorada no final...



Como corrigir


Peça aos seus parentes e amigos avaliarem como você se comporta com os clientes. Sua fala está triste, apática, grossa?


Use e abuse de emojis e palavras mágicas quando estiver entrando em contato com eles (isso mesmo, aquelas palavras que todos gostamos de ouvir, como por favor, obrigada, bom dia, etc.).


Chame o seu cliente pelo nome e, se puder, evite aqueles termos de telemarketing, porque tira qualquer um do sério. O negócio é parecer o mais natural possível.



5. Mais do mesmo


Se você já viu alguma marca por aí que parece muito com a sua, sinto muito lhe dizer, mas isso não é um bom sinal.


Se vemos várias empresas muito semelhantes, com mesma paleta de cores, mesmas formas de se comunicar, etc... é porque essas marcas não tem um diferencial.


Imagina se o BK e o Mc Donald's usassem cores semelhantes, marketing parecido, você acha mesmo que o Burguer King teria atingido tamanha popularidade, a ponto de ser concorrente direto do Mc?



Como corrigir


Procure o que há de único, excepcional e pouco explorado dentro do seu nicho.


A sua meta é encontrar um terreno pouco explorado, ou seja, um nicho! Tente fazer dele o seu diferencial.


É mais fácil ser autoridade quando focamos em um determinado assunto do que quando saímos por aí atirando para todo lado, concorda?


E quando digo isso, me refiro em ter um estilo único de se comunicar, uma paleta de cores diferente, enfim, o seu estilo mesmo!


E é isso, eu espero muito ter aberto a sua mente para enxergar esses errinhos.

Agradeço muito por ter lido até aqui. É sinal que você está no caminho certo!


Aproveita e dá uma olhada nos outros posts! Você vai gostar.

Beijo!

Se inscreva para

receber os nossos

posts novos :)

Não mandamos SPAM! Ao registrar-se, você concorda e aceita que A Casa de Lilith envie e-mails de novas postagens e armazene seu email em nosso banco de dados.

Somos um estúdio virtual localizado em Taboão da Serra -SP, focado em design gráfico e branding para empresas e profissionais autônomas. Acreditamos no potencial da imagem para alcançar o sucesso.

  • LinkedIn - Gabriela Costa
  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

© COPYRIGHT 2020 - CNPJ: 31.252.859/0001-11 A CASA DE LILITH DESIGN STUDIO || FEITO COM ♥ DESDE 2018