Cansei da minha marca, e agora?

Atualizado: Nov 5

Se eu disser para vocês que nós designers comumente não entregam os trabalhos de identidade visual, mas sim desistem deles, vocês acreditariam? E sim, isso é real!


Para falar verdade, dificilmente estamos plenamente satisfeitos com a nossa identidade visual e a dos nossos clientes, então mexemos até um ponto que a gente olha e pensa: "se eu continuar mexendo não irei acabar nunca".


Aí a gente entrega!


Por isso que eu falo que o processo da criação da marca é contínuo.


Ele não tem começo, meio e fim. Ele só tem o começo e o processo, que assim como nós, muda durante os anos, adota uma nova postura e visual ao passar dos anos.


E o fim é só quando a gente MORRE. Assim como nós, é como se a sua marca tivesse uma vida!


Ela nasce a partir do momento em que você a cria e, a partir daí, você vai moldando e atualizando com o passar dos anos.


Foto por Alleksana

Se você for uma pessoa muito agitada e que se entedia fácil como eu, provavelmente deve acordar alguns dias querendo mudar e atualizar tudo: roupa, decoração, cabelos.


Com a marca vai acontecer o mesmo. Vai chegar um momento que ela não passa mais a mensagem que você gostaria que ela passasse. Você vai sentir que não se identifica mais com ela.


Eu por exemplo: criei este estúdio com 21 anos de idade. Hoje tenho 24 e, de lá para cá, muito do que eu pensava mudou...


Consequentemente, mudei também a identidade visual do estúdio e a proposta da marca, porque não me cabia mais a identidade visual que eu usava.

Ou seja, a gente precisa se atualizar com o tempo, porque senão ficamos obsoletos!


As coisas estão mudando o tempo todo, se você não toma postura para mudar e se atualizar, ficará para trás.


Não, não estou falando aqui que você precisa usar as roupas da moda ou renovar a identidade visual da sua marca para aquele rosa com laranja porque todo mundo tá fazendo... Isso não é branding.


Isso é seguir modinhas e você está fazendo MUITO errado!


Estou falando de se atualizar, de entender que o mundo está em constante transformação e que devemos aprender e se adaptar às mudanças.


Mas sem perder a sua essência. Isso também é branding!

Ou seja, nós estamos em constante evolução de nossa personalidade e aparência. Com a sua marca deve acontecer a mesma coisa, caso contrário você para no tempo! Fica ultrapassada!



Quando você precisa renovar a sua identidade visual?


Resumidamente, irei listar aqui abaixo algumas das situações que eu recomendaria um redesign de marca completo.


  • Se você criou a sua marca muito jovem e hoje pretende amadurecer a marca visualmente para que ela coincida com os novos produtos.

  • Se você tem uma marca que antes era para um público-alvo e agora você quer atingir outro completamente diferente do primeiro.

  • Você usa uma identidade visual feita há muitos anos, a ponto de parecer que você parou no tempo. Sabe aquelas empresas que tem logos que de cara a gente sabe que foram feitos nos anos 80? Pois é.

  • Sua marca passa uma sensação de amadorismo e "fundo de quintal", as pessoas não reconhecem a sua empresa como uma marca!

  • Sua empresa parece mais do mesmo? Sabe aquela marca que não tem nada de especial, não se destaca no meio das outras...


Se você respondeu sim para pelo menos 1 dessas hipóteses, talvez seja legal começar a pensar em uma nova proposta de identidade visual, mas que mantenha a sua essência, como ela é!


E que descarte aquele posicionamento que não combina mais com a sua empresa.


Certamente você já deve ter visto muitos logos idênticos por aí, muita falta de personalidade, falta de criatividade, porque simplesmente as pessoas vão seguindo as modinhas e fica por isso mesmo.


Depois se perguntam o porquê não evoluem... Precisa responder?



Conclusão


O que eu quis passar com este post é que: quando você sentir que a sua marca não está passando mais a mensagem que você gostaria que ela passasse, que você fizesse uma análise das hipóteses acima.


Se você disse sim para alguma delas, considere fazer um redesign de marca ou até mesmo um rebranding (quando envolve público-alvo, posicionamentos, propósitos e tudo mais).


Se você só está em crise com a sua identidade visual, repense um pouco!

Ficar mudando de identidade visual toda hora faz com que a sua marca não seja memorizada na cabeça das pessoas, porque toda vez que o cliente for te procurar, você vai estar com um logotipo diferente.


Pode ser que ele nem reconheça que é a sua empresa.


E isso pode ser problemático.


Isso passa até uma imagem de amadorismo e insegurança para o cliente, porque parece aquelas "empresas" que dão calote sabe?


Aí mudam de logotipo e seguem a vida como se nada tivesse acontecido.


Portanto, tenha bom senso.


Se você sentir que só está em crise com a sua identidade visual, por estar enjoada da aparência ou talvez porque não aguenta mais ver aquela cor laranja gritante no seu logo, lembre-se que seus clientes te conhecem pela imagem que você passa.


E que você, em 99% dos casos, "tomou nojo" dela porque você vê ela todo dia, mas seu cliente não! Experiência própria, mores.


O que vale mais a pena? Mudar a marca só para agradar o seu ego ou favorecer os clientes que já memorizaram sua marca daquela forma? Fica a dica.

Espero ter ajudado! Se você gostou, por favor, compartilhe! E aproveite para ler os demais posts abaixo. Para solicitar o seu orçamento para identidade visual clique aqui e vamos fazer logo esse seu redesign!


Beijos!

Se inscreva para

receber os nossos

posts novos :)

Não mandamos SPAM! Ao registrar-se, você concorda e aceita que A Casa de Lilith envie e-mails de novas postagens e armazene seu email em nosso banco de dados.

Somos um estúdio virtual localizado em Taboão da Serra -SP, focado em design gráfico e branding para empresas e profissionais autônomas. Acreditamos no potencial da imagem para alcançar o sucesso.

  • LinkedIn - Gabriela Costa
  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

© COPYRIGHT 2020 - CNPJ: 31.252.859/0001-11 A CASA DE LILITH DESIGN STUDIO || FEITO COM ♥ DESDE 2018