Branding: ter uma marca "boa" não é sinônimo de ter uma "marca famosa".

Você já deve ter imaginado que no dia que a sua marca tiver, sei lá, 500 mil seguidores no Instagram, talvez ela fosse reconhecida e respeitada, certo? Errado.


A popularidade de uma marca não significa que ela tenha boa reputação ou que ela será respeitada pelo público.


Por que ter uma marca famosa não é ter uma marca boa? Branding para pequenas empresas.
Foto por Abhilash Sahoo

Isso significa que, não necessariamente, você precisará de muita visibilidade para ter valor. E isso é maravilhoso!


O valor se constrói não em função das curtidas que você possui em uma rede social, mas com outros fatores, que acredito serem muito mais importantes do que a popularidade e que irei abordar neste post, vamos lá?



Grifes são achados


Vira e mexe, a gente se depara com certas "grifes" desconhecidas, um verdadeiro achado para pessoas antenadas que gostam de moda.


Pior, elas gastam rios de dinheiro comprando nestas marcas que, apesar de não tão conhecidas, são valiosas.


Aliás, você já notou que a maioria das grifes não fazem publicidade em meios de comunicação de massas, como as televisões abertas?


Eu sempre me questionei o porquê que essas empresas eram tão conhecidas e valorizadas, sendo que elas ~sequer~ divulgam seus produtos e serviços na tv e internet, ainda assim conseguem vender horrores.


Alguma coisa estranha tem, concorda?


Pois é, e foi estudando marketing e branding que eu entendi que popularidade e fama não significa NADA!


Ok, talvez um pouco, né?


Afinal para você vender, as pessoas precisam saber que você existe, mas isso não é mais importante, pior: se a base do seu negócio é essa, este único fator não vai manter a sua empresa no topo por muito tempo.


O que e uma excelente notícia, afinal tendemos a querer desistir quando estamos no início de um negócio novo, achando que não vai dar certo porque não consegue atrair clientes e seguidores para as suas redes sociais.



A sua estratégia precisa ser inversa


E o que você precisa aprender com isso? Aprender que o valor que você passa com o seu negócio é que irá, naturalmente, torná-lo popular.


A popularidade de uma empresa é consequência do valor que ela possui e transmite ao cliente.

Você precisa enxergar a popularidade como uma consequência do valor que você entrega ao cliente, não o contrário.


Isso é fundamental para construir uma marca sólida, baseada em princípios valiosos que não apenas fundamentados na popularidade ou em número de curtidas no Instagram.


Construa o valor da sua marca primeiro e depois se preocupe com a popularidade. Se você tiver uma marca imponente, a popularidade virá sem esforço.



O que seria entregar valor?


Você precisa passar valor com o seu produto com a forma de atendimento, com o padrão de embalagens da sua marca, o unboxing, a experiência do cliente em comprar na sua loja virtual e até mesmo o corpo do seu email faz toda a diferença.


Isso é entregar valor. O cliente enxergar no seu produto ou serviço uma coisa bem feita, de qualidade.


Não basta só falar palavras bonitas e bem articuladas como um robozinho ou imitando as características da empresa concorrente.


É necessário ser humano, entender que o seu cliente também é humano, com necessidades e dores que, na maioria das vezes, é necessário empatia, bom senso e educação para atendê-las.


E ainda mais importante: profissionalismo!


Em tudo que você faz..



Os pilares de uma boa marca


Uma marca pode ser considerada boa ou valiosa quando ela possui os seguintes atributos:


  • Possui estilo próprio! Por exemplo, seja ele vintage ou mais praiano ou até mesmo minimalista, o importante é ter um padrão e seguir este padrão.

  • Produto ou serviço criativo, cativante, inteligente e de muita qualidade ou um produto difícil de encontrar por aí

  • Um bom unboxing

  • Atendimento impecável, humanizado e focado em superar as expectativas do cliente

  • Uma excelente experiência com o cliente (nunca ignore esta). Um grande diferencial das grifes para lojas de departamentos é que ao ir comprar em uma grife, o cliente deve se sentir especial. Nada menos que isso!

  • Possui uma boa identidade visual e investimento pesado em uma aparência que respeite, enfatize e valorize o estilo da marca


E vai um bônus.



Ter diferencial nem sempre é tão emocionante assim


Quem me conhece sabe que sou uma pessoa digamos, excêntrica. Então, sempre que eu quero fazer algo, criar algo novo, sempre quero fazer algo muito diferente e incrível.


E às vezes isso pode te bloquear. É negativo...


Nem sempre é necessário que você seja ultra diferente para que sua marca faça sucesso.


Lógico, não tô dizendo aqui para você ser mais do mesmo e seguir receitinha de sucesso da empresa X.


Estou dizendo que, não necessariamente o fato de você ser mega diferente vai fazer você ter sucesso.


Precisamos entender que há uma grande diferença entre ter uma ideia exclusiva e lucrativa de ter uma ideia inovadora porém pouco aplicável.


Isso significa que quando você achar que a sua ideia é genial e você vai ganhar rios de dinheiro porque sua marca vai ser muito reconhecida por isso, talvez alguém já deve ter feito e saído no prejuízo.


Portanto, analise bem onde está pisando.


Ter um negócio exige de nós bom senso e análise crítica para que possamos crescer e nos tornar aquilo que sempre sonhamos.


Desejo muito sucesso para você!


Gostou deste conteúdo? Não deixe de salvar nosso Pin, curtir este post e comentar, caso você tenha um tempo disponível!


Será um prazer saber mais sobre você e o que você pensa. Obrigada por ter lido até aqui.


Beijo!

Se inscreva para

receber os nossos

posts novos :)

 Tudo certo! Obrigada pelo envio!

Não mandamos SPAM! Ao registrar-se, você concorda e aceita que A Casa de Lilith envie e-mails de novas postagens e armazene seu email em nosso banco de dados.